Meça seus resultados: 7 métricas importantes para o seu negócio!

Medir resultados são importantes porque eles nos permitem entender o sucesso ou fracasso de um determinado projeto ou empreendimento!

Esses resultados também nos ajudam a comparar diferentes alternativas e escolher a melhor solução para um problema. 

Resultados podem ser usados para:

  • Avaliar o desempenho de um indivíduo ou organização. Por exemplo, os resultados de uma pesquisa podem ser usados para descobrir se uma campanha de marketing está funcionando. 
  • Tomar decisões baseadas em fatos e não no impulso ou na intuição.
  • Formar uma base objetiva para tomar decisões, o que pode levar às melhores opções e resultados gerais.
  • Monitorar o progresso de um produto/serviço ou solução que você vende. Por exemplo, descobrir se sua solução está sendo bem recebida pelo mercado ou sendo avaliada positivamente.

Com base nisso, nós montamos uma lista de métricas super relevantes para medir os resultados da sua empresa!

1. CAC

É a sigla para “Custo de Aquisição de Clientes”, ou seja, feito para medir o custo de cada cliente. Geralmente é recomendado que seja medido mensalmente.

Seu cálculo é feito pela seguinte maneira:

CAC = soma total dos investimentos na aquisição de clientes / soma total de novos clientes

OBS: Para uma métrica positiva, o resultado da conta deve ser menor que o número de vendas dividida pelo número de compras do período em que se fez o cálculo.

Mas, o que devemos considerar como investimento?

É preciso levar em conta tudo o que envolve a captação de clientes como:

  • Licenças de Softwares;
  • Salário da equipe;
  • Custo com publicidade;
  • Materiais de divulgação;
  • Manutenções;

2. TICKET MÉDIO

Funcionando como uma métrica que mede a performance de vendas da sua empresa, o Ticket Médio é o valor gasto por cada cliente no seu produto ou serviço em um determinado período de tempo!

Quanto maior o TM, mais dinheiro você ganha!

O Ticket Médio é calculado da seguinte maneira:

Ticket Médio = faturamento total / número de clientes

Atenção: você precisa definir um período de tempo para fazer esse cálculo (semana, mês, semestre ou ano), para poder compará-los depois!

o TM pode te ajudar a:

  • medir a satisfação dos seus clientes com o produto/serviço;
  • testar novas abordagens (marketing e vendas);
  • traçar metas de vendas e fazer seu planejamento estratégico;

3. CHURN

Churn é a métrica responsável por medir a taxa de cancelamento dos serviços oferecidos pela sua empresa!

Essa taxa pode:

  • oferecer insights sobre a satisfação do cliente;
  • apontar problemas no seu serviço;
  • mostrar a qualidade do seu serviço;
  • ajudar a testar sua estratégia de fidelização;
CHURN = (número de clientes que cancelaram / número de clientes no início do mês) x 100

Quanto menor essa taxa, melhor é para sua empresa, visto que a taxa de cancelamento dos seus serviços é baixa!

4. ROI

ROI é a sigla para Retorno sobre O Investimento! Esse indicador basicamente medirá a taxa de retorno em algum investimento que foi feito.

Ex: serviço, ferramenta, contratações, estrutura etc.

Essa métrica:

  • medirá o impacto do seu investimento;
  • oferecerá insights sobre a eficiência do investimento;
  • mostrará se o investimento é lucrativo;
ROI = (receita - custo / custo) x 100

OBS: lembrando que a receita e o custo correspondem ao do investimento que você estará calculando!

5. LTV

LTV é a sigla para Lifetime Value, ou valor vitalício. Essa métrica indica a vida útil  de um cliente, ou seja, quanto de dinheiro ele te dará enquanto for fidelizado a sua marca!

O LTV:

  • indicará os produtos/serviços que mais dão retorno
  • indicará os clientes mais lucrativos
  • indicará o quanto você deve investir em fidelização
LTV = Ticket Médio x Número de transações x Período de retenção

EX: Se seu ticket médio foi de R$ 10 mil, 4 vezes ao ano por 3 anos, seu LTV é de R$ 120 mil.

6. NPS

O NPS, ou Net Promoter Score serve para te ajudar a entender o nível de satisfação do cliente com o seu serviço/produto!

Para isso, basta fazer a seguinte pergunta: 

“Em uma escala de 0 a 10, o quão satisfeito você está com o nosso serviço/produto?”

Existem 3 perfis de clientes de acordo com a nota da pesquisa:

  • Detratores: aqueles que responderam de 0 a 6 
  • Neutros: que deram respostas 7 ou 8
  • Promotores: os que responderam com 9 ou 10. 

Para calcular você precisa somar todas as respostas (os resultados neutros servem para totalizar a porcentagem) e definir a porcentagem dos clientes satisfeitos e insatisfeitos:

NPS = % clientes satisfeitos - % clientes insatisfeitos

EX: Se a porcentagem de promotores é de 30% e de detratores é de 20%, o seu NPS é de 10%.

7. MRR

MRR é a sigla para Receita Recorrente Mensal. Essa métrica serve para prever o ganho mensal da sua empresa baseado nos contratos que você têm com seus clientes.

OBS: Essa métrica só é útil se sua empresa tem algum tipo de receita recorrente. Ex: serviço por assinatura, contratos de serviço prolongados, serviços pagos por uso etc.

MRR = Contas ativas - contas canceladas x valor pago mensalmente

Ou seja, se sua empresa tem 50 contas ativas, 10 cancelamentos e o preço por assinatura é 40 reais, o cálculo fica assim: 50 – 10 x 40 = 1.600 R$

BÔNUS: 3 MÉTRICAS DE MARKETING!

CPL (Custo por Lead)

Essa métrica mede o valor gasto para gerar cada lead na sua empresa. Calcula-se assim:

Investimento em MKT digital / n° de leads gerados

CPC (Custo por Clique)

Esse indicador mostra, em campanhas de anúncios pagos, o quanto de investimento você precisará fazer para cada clique que receber!

Essa taxa é calculada pelos softwares de anúncios como Google Ads e Facebook Ads e leva como base vários fatores (competitividade das palavras, região, tipo etc.)

CTOR (Click-to-open Rate)

A taxa de clique por abertura funciona no ambiente de emails. Ela mede a quantidade de pessoas que efetivamente se interessaram e abriram o seu email, ou seja, ela não dá somente a quantidade de pessoas que receberam mas, os que realmente clicaram nele.

CONCLUSÃO

Todas essas informações podem ajudar a sua empresa a montar e entender um cenário muito maior do contexto mercadológico, da concorrência e, principalmente, das estratégias a serem tomadas para se posicionar melhor no mercado!

Se você gostou desse post, considere continuar navegando pelo nosso blog ou nos siga nas redes sociais (@eskda.mkt) para conteúdos mais rápidos!

Até a próxima e bons negócios!

Recomendados para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

pt_BRPortuguese